Advogado recorre a truque e falha

Advogado condena o réu
Um réu estava sendo julgado por assassinato. Havia fortes provas que indicavam sua culpa, mas não havia cadáver. Em seu discurso final, o advogado de defesa recorreu a um truque.

- Senhoras e senhores do júri - disse ele. -Tenho uma surpresa para todos vocês: dentro de um minuto, a pessoa que se presume morta entrará neste tribunal.

E olhou para a porta do tribunal. Todos os membros do júri, perplexos, olharam ansiosamente. Passou-se um minuto. Nada aconteceu. Por fim, o advogado disse:

- Na verdade, inventei essa história do morto entrar. Mas os senhores todos olharam para a porta com expectativa. Portanto, coloco aos senhores que neste caso existe uma dúvida razoável sobre o assassinato e devo insistir que deem um veredicto de "inocente".

O júri se retirou para deliberar. Poucos minutos depois voltou e pronunciou o veredicto de "culpado".

- Como puderam fazer isso? - gritou o advogado. -Os senhores deviam ter alguma dúvida. Eu vi quando todos olharam para a porta.

O porta voz do júri replicou:
- Ah, nós olhamos, mas seu cliente não.





A vovó ao volante

A vovó ao volante
Querido neto,
Outro dia tive uma experiência maravilhosa, que quero compartir com você.
Fui À livraria cristã e ali encontrei um adesivo para o carro que dizia: "Se ama a Deus, toque a buzina".
Como tinha tido um dia bastante difícil, decidi comprar e colar no para-choque do meu carro.
Ao sair, na hora do rush, a uma temperatura de 37 graus, cheguei a um cruzamento muito complicado, com muitos veículos.

Secretária cai na malha fina do IR

Secretária cai na malha fina do IR
Dona Roberta cai na malha fina da Receita.
Seu contador João faz uma ligação para comunicar o acorrido:
- Alô! É a dona Roberta?
- Sim, ela mesma.
- Dona Roberta, aqui é o João Carlos, seu contador. Estou ligando pra avisar que a sua declaração do IR caiu na malha fina da Receita, eles estão alegando incompatibilidade de renda pelo patrimônio da senhora com o salário de secretária.